quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Bem Dizeres

Bendito sejas tu, tempo recente que me acolhes e anuncias o canto.
Bendita a tua cor, os teus acordes e preces.
Benditos os santos e santas desvendados e renascidos.
Bendita você que me aceita e me traduz; que brinca de risos e tempera a lágrima.

Bendito sejas tu, tempo eloquente.

Traz as doses e aromas do teu retiro.

Benditas as letras, mandalas poéticas do abraço que me liberta ao me fazer voltar.

Nenhum comentário: